O mercado de crédito consignado, modalidade com desconto em folha de pagamento, tem consistentemente se mostrado uma alternativa de crédito sustentável e popular no Brasil. Apenas em 2016, somou R$ 288,6 bilhões em todo o país, segundo dados divulgados pelo Banco Central. O estoque registrado representa um adicional de R$ 14,7 bilhões em relação ao mesmo período do ano anterior. Porém, os servidores públicos representaram uma parcela de 59,9% (R$ 172,8 bilhões) do total de consignados concedidos no Brasil, os beneficiários do INSS somam 34,05% (98,3 bilhões), enquanto os trabalhadores do setor privado apenas 6,04% (R$ 17,4 bilhões).

É um mercado crescente, mas mudar o perfil dos tomadores de crédito para um cenário ainda mais otimista é um dos objetivos da Zetra, uma fintech líder no seu segmento de atuação. A empresa está ajudando a reinventar e aprimorar o consignado no Brasil e, mais recentemente, ao redor do mundo, por meio de sua spinoff, a SalaryFits. A empresa acredita que todo indivíduo que tem um emprego estável merece ter acesso a crédito e outros produtos financeiros com juros mais baixos e sustentabilidade.

A perspectiva de integração entre empregados, empregadores e instituições financeiras abre um interessante e eficiente canal para a oferta de diferentes produtos, que podem envolver desde empréstimos até mesmo previdência, plano de saúde e seguros. Antenada nas tendências de mercado e na urgência por mecanismos de desintermediação e facilitação de pagamentos, a Zetra agora antecipa o futuro e foca na expansão de ofertas de outros produtos em seu já extenso portfólio, sempre com o enfoque de empoderar trabalhadores por meio de seu salário.

“Em tempos de crise, o empréstimo consignado reafirma-se como uma oportunidade para o cidadão equacionar suas dívidas com juros abaixo da média. Além de taxas mais atrativas, este tipo de operação ainda reduz os riscos de inadimplência e contribui para a estabilização do bem estar financeiro dos consumidores”, avalia Rosy Araujo, presidente da Zetra. A empresa faz a gestão deste tipo de crédito para mais de 300 empresas privadas e órgãos públicos que representam uma base de 5 milhões de contratos de consignados firmados por meio da plataforma eConsig.

O eConsig é uma plataforma que faz a gestão de benefícios consignados, que são descontados em folha de pagamento. Na prática, trata-se de um canal de comunicação entre o empregado e a instituição financeira através da relação que eles têm com o empregador. Na comparação com outras modalidades de crédito, na média, o consignado tem taxa de juros mensal de 2,5% (ou 30% ao ano), frente aos 5,5% cobrados pelos bancos em um empréstimo pessoal (90% ao ano). O volume de consignado gerenciado pela plataforma eConsig é próximo ao valor concedido pelo Banco do Brasil (R$ 63,6 bilhões), o líder deste tipo de operação no país.

Mercado internacional

Ciente dos benefícios do modelo do consignado a Zetra lançou a spin off SalaryFits, que tem como objetivo contribuir para o aprimoramento do bem estar financeiro de consumidores ao redor do mundo, e já tem presença em diferentes países como Reino Unido, Itália, Portugal, Índia e México. A empresa tem, de forma muito bem sucedida, levado o desconto em folha como um meio de pagamento e tem sido, em pouco tempo, reconhecida como uma inovadora solução de inclusão financeira. Recentemente, por exemplo, fora escolhida pela Universidade Católica de Milão como a Fintech mais interessante no espaço de crédito pessoal na Itália.

“Na nossa experiência internacional, tivemos a certeza de que a plataforma é capaz de promover uma plena inclusão financeira, influenciando o acesso da população a produtos, serviços e bens, desde as necessidades mais básicas até as mais complexas.Temos a visão de incluir o desconto na folha de pagamento na vida das pessoas como um benefício a ser oferecido aos empregados de forma a empoderá-los e a contribuir para sua tranquilidade financeira”, explica Délber Lage, CEO da SalaryFits no Reino Unido.

Segundo pesquisas, o estresse financeiro gera custos altíssimos e perdas significativas de produtividade, que afetam os indivíduos, as empresas e a sociedade como um todo. A Zetra quer fazer parte dessa mudança, ao tornar o crédito e outros produtos financeiros, como seguro e planos de saúde, mais sustentáveis e inclusivos. Com a plataforma digital, o empregado de uma empresa passa a ter à disposição ofertas de diversas instituições financeiras por meio do desconto na folha de pagamento, que reduz taxas de juros, reduzindo a inadimplência e a burocracia.

“O desconto na folha pode se tornar um meio de pagamento que, sem dúvidas, proporcionará uma redução do risco, da taxa de juros para os consumidores, assim como também possibilitará o controle da situação financeira de forma mais responsável e sustentável, tanto para os consumidores, quanto para as instituições financeiras”, avalia Délber Lage.

Conheça mais sobre a Zetra e no evento Innovation Pay que acontecerá no dia 31 de agosto. Saiba mais pelo sitehttp://innovationpay.com.br