IDwall recebe novo aporte de R$9 milhões e Mercado Livre entra na rodada. - Pagamento.me
Connect with us

Fintechs

IDwall recebe novo aporte de R$9 milhões e Mercado Livre entra na rodada.

Redação Pagamento.me

Published

on

Já havíamos citado meses atrás (leia aqui), que o Mercado Livre estava de olho em inovação, em especial: participar de negócios que são complementares às soluções do marketplace.

E isso vem à tona com o investimento de R$9 milhões na IDwall, a plataforma de segurança referência em validação de dados e credenciamento online no Brasil. Além do Mercado Livre, entraram na rodada também a Fundação Estudar e os fundos de casa, Monashees e Canary.

Background check e a prevenção de fraudes

Uma das maiores dores do mercado financeiro é de fato, a fraude credencial. Bilhões são perdidos no país, com estelionato em abertura de contas, fraudes em credenciamento nas fintechs de pagamentos e até em cadastro de motoristas em aplicativos de táxi. É exatamente nesse tipo de problema que a IDwall, ataca com força.

Com clientes como exchanges de bitcoins, adquirentes, fintechs de crédito, marketplaces de serviços, app de táxis, subadquirentes e é claro, bancos digitais, a IDwall chegou no mercado (2016) num momento que a digitalização de negócio chega com força. E as fraudes digitais acompanham esse movimento.

“O investimento (e a entrada de estratégicos) vai ajudar na próxima fase da empresa: em afinar a inteligência artificial e distribuição do serviço em outros canais.” Lincoln Ando, fundador da IDwall

Somente em 2015, o Brasil sofreu com a perda de R$11 bilhões em fraudes credenciais.

Formada e fundada por engenheiros e hackers, a IDwall é considerada uma das regtechs mais inovadoras do mundo, pelo índice da Fintech Global. A empresa também foi escolhida pelo Cybersecurity Tel Aviv do Google Exchange, foi ganhadora do Innovation Pay Fintech 2017 e figura num hall das startups mais promissoras do país.

O mercado de pagamentos está usando essa fintech para resolver algumas das partes mais críticas e importantes do setor: o credenciamento online e prevenção a fraudes.

O site Pagamento.me é um canal independente de notícias e tendências do mercado de meios de pagamento.

Conteúdo Exclusivo

IBM compra fintech

Shares Facebook Twitter LinkedIn

This post is only available to members.
Leandro De Andrade

Published

on

Shares Facebook Twitter LinkedIn

This post is only available to members.
Continue Reading

Fintechs

Sexta-feira difícil para o segmento

Rodrigo Dantas

Published

on

Nem é Sexta 13. Mas hoje o dia está difícil para fintechs.

O Neon, banco digital paulista, sentiu o peso da caneta do Banco Central, ao receber a liquidação das operações hoje, às 08h da manhã. Bomba.

Neon e o Banco Central

A ação do banco central, foi especialmente sobre o Banco Neon SA, antigo Banco Pottencial de Minas Gerais, que dava suporte e a carta patente para a Neon Pagamentos SA (essa sim, fintech) a operar os serviços financeiros numa joint venture. Existem duas empresas nessa história: Banco Neon e Neon Pagamentos.

“Nenhuma fintech está sendo liquidada, e inclusive todas as operações da Neon Pagamentos estão sendo preservadas,” o Banco Central disse ao Brazil Journal. “Ela é livre para buscar outras parcerias com outras instituições financeiras.”

Segundo o BC, Conrade “não tem nem uma ação do Banco Neon. São os controladores do Neon que têm uma participação minoritária na Neon Pagamentos.”

Mesmo com a confusão do mercado (e desespero de milhares de clientes), é uma notícia que abalou o mercado hoje pela manhã.

Banco Inter e o vazamento de dados

Outra que doeu, foi o vazamento de dados divulgado pelo Tecmundo. 100 mil clientes foram expostos, segundo o hacker “John” que pediu resgate em bitcoins. Adivinha o que aconteceu com as ações do Inter, depois da notícia?

Em comunicado, feito na página do Facebook, o banco publicou:

“Esclarecemos que o Banco Inter foi vítima de tentativa de extorsão e que imediatamente constatou que não houve comprometimento da segurança no ambiente externo e nem danos à sua estrutura tecnológica. O fato foi comunicado às autoridades competentes e a investigação já está em andamento.

Trabalhamos com as melhores tecnologias de segurança digital e seguiremos com investimentos constantes para oferecer a melhor experiência para os nossos clientes.”

Desejo boa sorte ao Neon ao Inter. Esse é um momento duro para inovação. Independente dos fatos e apurações, onde o Banco Central sempre foi eficiente nas decisões, essa é o que podemos chamar de Sexta Feira complicada para as Fintechs.

….

Recomendo a leitura do excelente Brazil Journal, que fez um matéria legal sobre o caso do Neon.

Continue Reading

Conteúdo Exclusivo

iZettle anuncia plano de IPO no início da próxima semana

Shares Facebook Twitter LinkedIn

This post is only available to members.
Leandro De Andrade

Published

on

iZettle

Shares Facebook Twitter LinkedIn

This post is only available to members.
Continue Reading

featured

Copyright © 2015 ~ 2018 Pagamento.me.