MobileCoin arrecada US$ 30 milhões em Bitcoin e Ethereum - Pagamento.me
Connect with us

Bitcoins

MobileCoin arrecada US$ 30 milhões em Bitcoin e Ethereum

Leandro De Andrade

Published

on

O MobileCoin , um projeto de criptomoeda centrado em privacidade, garantiu US $ 30 milhões em um evento de arrecadação de fundos liderado pelo Binance Labs, sendo o valor total denominado em Bitcoin e Ethereum.

Os criadores descrevem-na como uma criptomoeda fácil de usar que pode ser implantada em ambientes com recursos restritos a usuários que não estão equipados para manter de forma confiável chaves secretas por um longo período de tempo, tudo sem abrir mão do controle dos fundos. um serviço de processamento de pagamentos.

O projeto usa o Stellar Consensus Protocol para registrar suas transações e tem como objetivo criar uma plataforma de mensagens criptografadas de ponta a ponta, como WhatsApp e Signal.

Responsável pela comunicação do portal pagamento.me, apaixonado por marketing digital, mordido pela publicidade, metódico, realista, dedicado e pra sempre aprendiz.

Bitcoins

Exchange de Criptomoeda é roubada em U$3M em Bitcoin

Leandro De Andrade

Published

on

O vazamento foi atribuído a um funcionário que estava extraindo bitcoin para os clientes da plataforma, informou a empresa em comunicado na semana passada, quando os bitcoins foram desviados durante o processo.

(mais…)

Continue Reading

Bitcoins

Coinbase compra startup Earn.com

Leandro De Andrade

Published

on

A Coinbase adquiriu a Earn.com, uma startup que permite que usuários ganhem bitcoin respondendo a e-mails e concluindo tarefas, em um acordo que vale mais de US$ 100 milhões. Como parte do acordo, o CEO da Earn.com, Balaji Srinivasan, torna-se o diretor de tecnologia da Coinbase.

(mais…)

Continue Reading

Bitcoins

Casas de criptomoedas ameaçam bancos que se negam a aceitar depósitos

Leandro De Andrade

Published

on

A Associação Brasileira de Criptomoedas e Blockchain (ABCB), grupo criado recentemente para defender as casas de criptomoedas em território nacional, ameaça entrar na Justiça contra os maiores bancos do Brasil — que estão se recusando a abrir contas para depósitos, usados para trocar moedas virtuais por dinheiro físico.

As criptomoedas aos poucos vão firmando raízes na economia mundial e começam a mudar o cenário, o que naturalmente causa conflito com regras estipuladas há anos. Os bancos são os mais afetados nessa conversa, pois as transações descentralizadas causam impacto direto em suas receitas.

De acordo com as instituições financeiras, há “falta de interesse comercial”, o que na verdade pode esconder o temor das agências em realizar negócios sem saber a origem da verba ou devido a suspeitas de atividades ilícitas.

“Está havendo uma negativa de negociar. E a justificativa é muito estranha. Isso, eventualmente, tem até o potencial de ser um caso perante o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica)”, disse em entrevista à Folha de S. Paulo, o presidente da ABCB, Fernando Furlan.

Ainda não se sabe exatamente até onde vai essa queda de braço e se os novos grupos de fintechs baseados em criptomoedas terão espaço no mercado — que aos poucos vai ampliando a discussão sobre regulamentação. Seguimos acompanhando.

Fonte: TecMundo

Continue Reading

featured

Copyright © 2015 ~ 2018 Pagamento.me.