Desde 2015, os bancos noruegueses estão apanhando, ao dividir a audiência e uso de pagamentos, com uma startup criada dentro de um banco.

O culpado: um app norueguês chamado Vipps.

Vipps: o viking norueguês que já atinge metade da população.

Com dois anos de vida, o aplicativo já domina 2,5 milhões de pessoas (metade da Noruega). Com uma estratégia de growth hacking e canais, o crescimento aconteceu tão rápido, que os próprios bancos do país estão assustados. Confirmamos com brasileiros que inclusive, moram lá.

Mas agora, os próprios bancos decidiram enfrentar essa briga, se unindo ao seu próprio oponente, que já tem metade da população do país, usando freneticamente seu aplicativo. Eles decidiram que vão ajudar a popularização do app!

O Fenômeno Escandinavo Vipps. Foto: Reprodução Vipps

Pessoas usando trocadilhos como “você é um Vipp”, já se ouvem em toda parte por lá.

“É um fenômeno”, disse a brasileira Juliana Menezes, que acaba de desembarcar no Brasil, depois de 8 anos na Noruega. A executiva que trabalhou em empresas como KPMG e HP, reforça que é um febre.

Projeto iniciado pelo Banco DNB, com sede em Oslo (e que foi fundado em 1822), o Vipps virou uma febre imensa, especialmente pelo grande crescimento e pela aplicação principal: pagamentos móveis e transferências em tempo real entre usuários.

O curioso nessa história, é que mais de 100 bancos escadinavos já querem fazer uma integração dentro do app, para bloquear a entrada de competidores gigantes como Facebook, Google e outros, já que além de pagamentos, o Vipps é um potente serviço de troca de mensagens.

Esse é o exemplo do Sparebank, outro banco norueguês, que possui um app chamado Mcash, mas está disposto a migrar toda sua base para o fenômeno Vipps. Há uma cooperação entre bancos do país, para integrar diversas API’s e popularizar ainda mais o aplicativo, que também possui uma integração com o Apple Watch.

Cooperação!

Como funciona?

Como uma wallet, usuários cadastram cartões de crédito, cartões de débitos e contas correntes, afim de possibilitar transferências, pagamentos e rateio de compras entre os usuários do app.

Foto: Reprodução Vipps

A adoção por parte dos lojistas noruegueses tem se intensificado, com o suporte por parte dos bancos, ao abrir suas API’s, para que o Vipps possa atender ainda mais usuários.

mobile-payment-app” data-order-by=”social” data-numposts=”10″ data-width=”100%”>Consegue imaginar isso por aqui? Bancos como Itau, Bradesco e Santander se unindo para bloquear a entrada de players como Apple, Google e Facebook?
Ná.